Search
A hora do dinheiro logo

Sumário

Tamanho da fonte-+=
Tamanho da fonte-+=

10 dicas para economizar em alimentação nas suas viagens

Sumário

3 min para ler
Tamanho da fonte-+=
Getting your Trinity Audio player ready...

 

Foto: chin797 / shutterstock

Resumo – se não tomarmos cuidado, os custos com alimentação podem acabar sendo os mais altos em uma viagem. Para evitar essa situação, deixamos a seguir 10 dicas super legais para você economizar no passeio.

Todo mundo sabe que, se não planejarmos, comer durante as viagens acaba sendo muito caro.

Normalmente, os terminais de passageiros e as regiões turísticas cobram preços muito altos para comidas e refeições.

Então, como você poderia curtir sua viagem e não ter que voltar com uma indigestão financeira pelo estouro de seu rico orçamento?

Confira a seguir 10 dicas muito boas!

 

1) Leve seus próprios salgadinhos e petiscos

 

Levar seus alimentos comprados em seu supermercado favorito vai sair muito mais barato do que comprá-los em aeroportos, rodoviárias e estações de trem (onde normalmente são praticados preços muito acima do normal).

Tente variar com granola, mix de frutas secas, etc. Investir numa comida mais saudável também será uma boa.

Lembro que, nos leilões de aeroportos para a iniciativa privada, foi incluído um compromisso para que os operadores oferecessem opções de comida a preços populares. Porque será?

 

2) Leve sua garrafa de água

 

Uma boa garrafinha de água, a famosa squeeze, pode ser um ótimo investimento. Existem vários modelos à venda, com ótima qualidade e relação custo x benefício.

 

3) Leve comida pronta

 

Você poderá evitar um rombo no orçamento levando uma refeição que você preparou. Prepare sanduíches saborosos, sucos e frutas. Comer em estabelecimentos na estrada é normalmente mais caro e nem sempre saudável.

Lembrando que é sempre importante levar uma socolinha para guardar o lixo e descartá-lo nos locais adequados.

 

4) Se for para escolher, prefira almoçar fora a jantar fora

 

Em geral, as refeições têm preços mais salgados à noite do que durante o dia (com perdão do trocadilho). Então, quando tiver a possibilidade, prefira escolher o almoço como a refeição fora de casa. Via de regra, será bem mais barato.

 

5) Procure por descontos

 

Voltamos ao tema dos descontos, e a costumeira “vergonha” de se pedir por eles. Não precisamos ficar constrangidos. As empresas os oferecem para serem aproveitados, mesmo.

Em lugares turísticos, vários restaurantes e bares oferecem descontos, porções de petiscos em dobro, e por aí vai. Descontos são comuns em hotéis para os programas nas cidades. Também existem aplicativos de cupons de descontos, como: cuponeira, mobo, peixe (antigo groupon), entre outros.

 

6) Substitua o prato principal pelas entradas

 

Em muitos restaurantes, as entradas são super bem servidas e mais baratas que o prato principal. Muitas vezes, vale a pena escolher uma salada para acompanhar. Cheque bem o preço das refeições e fale com o garçom sobre o tamanho dos pratos. Geralmente eles vão te falar a verdade. Você ainda pode verificar olhando as mesas ao lado.

 

7) Beba água nas refeições

 

As bebidas são itens que têm bastante margem nos restaurantes, ou seja, preços altos. Se você não for dos mais aficionados em beber nas férias, um bom copo de água vai muito bem (e ainda é super saudável).

 

8) Aproveite oportunidades de Happy Hour

 

Em muitos lugares, o happy hour dos restaurantes e bares tem ótimas promoções para atrair os clientes para um horário que nem sempre é o mais procurado. Nesse caso, fique de olho nas dicas dos hotéis sobre as melhores opções próximas.

 

9) Pesquise o cardápio de antemão

 

Hoje em dia, todo restaurante que se preze tem seu cardápio no seu site próprio ou de alguma plataforma de gastronomia e turismo. Faça uma pesquisa com atenção (para não cair nas roubadas) e aproveitar melhor, gastando com responsabilidade.

 

10) Aproveite os frees

 

Muitos restaurantes e bares, principalmente em hotéis, têm opção de snacks free. Essa oferta já está paga na sua conta diária, pode ter certeza. Então, pode aproveitar.

 

Veja também:

Planejamento de viagem: sem queimaduras em seu bolso, nem em sua cabeça

Economize viajando na baixa temporada

 

Fonte

thepennyhoarder.com

1.578 Visualizações
0Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *