Search
A hora do dinheiro logo

Sumário

Tamanho da fonte-+=
Tamanho da fonte-+=

10 Dicas de lazer para as crianças nas férias

Sumário

5 min para ler
Tamanho da fonte-+=
Getting your Trinity Audio player ready...
Dreamstime - Daniela Spyropoulou

Resumo – Momento aguardado pelas crianças, também é um desafio logístico para pais e responsáveis. Veja dicas de como transformar esse período com atividades instigantes, educativas e que constituirão ótimas memórias no futuro.

 

As férias escolares são um momento aguardado por muitas crianças, mas também podem representar um desafio para os pais que precisam encontrar maneiras de mantê-las ocupadas e felizes. 

Pensando nisso, separei algumas dicas de lazer para as crianças durante as férias que podem ser realizadas de forma econômica e divertida, com um toque de educação financeira.

 

1. Explore a natureza

 

Uma das atividades mais enriquecedoras para as crianças é a exploração da natureza. Leve-as para parques, trilhas, praias ou até mesmo para um piquenique no jardim de casa. 

A interação com o ambiente natural pode despertar a curiosidade e proporcionar momentos de aprendizado sobre a flora e fauna locais. Além disso, é uma ótima oportunidade para praticar atividades físicas.

  • Como incluir a educação financeira na atividade: durante essas atividades, ensine as crianças a importância de cuidar do meio ambiente e como isso pode impactar a economia. Explique como o turismo sustentável e a preservação dos recursos naturais podem trazer benefícios econômicos a longo prazo.

 

2. Atividades artísticas

 

Estimule a criatividade das crianças com atividades artísticas. Desenhar, pintar, modelar argila, fazer colagens ou criar fantasias com materiais recicláveis são excelentes formas de entretê-las e desenvolver habilidades motoras e cognitivas. 

Monte um “cantinho da arte” em casa, com papel, lápis de cor, tintas e outros materiais, e deixe a imaginação fluir.

  • Como incluir a educação financeira na atividade: use esse momento para ensinar sobre orçamento. Dê às crianças uma quantia simbólica para comprar materiais de arte e ajude-as a planejar como gastar esse dinheiro de forma inteligente, escolhendo itens que proporcionem mais diversão e aprendizado.

 

Você pode se interessar

Veja atividades artísticas gratuitas em sua cidade, visita gratuita (ou com descontos) a museus na nossa página “Economizei” (na categoria “divertir”).

 

3. Cozinha divertida

 

Cozinhar pode ser uma atividade divertida e educativa para as crianças. Envolva-as no preparo de receitas simples, como biscoitos, cupcakes ou pizzas caseiras. Além de aprenderem sobre os alimentos e a importância de uma alimentação saudável, elas irão se divertir misturando ingredientes e decorando os pratos.

  • Como incluir a educação financeira na atividade: aproveite para ensinar sobre o custo dos alimentos e a importância de evitar desperdícios. Mostre como planejar um cardápio e fazer uma lista de compras dentro do orçamento, além de comparar preços entre diferentes produtos.

 

4. Caça ao tesouro

 

Organizar uma caça ao tesouro pode ser uma atividade emocionante para as crianças. Crie pistas e esconda pequenos prêmios pela casa ou no quintal. As crianças adoram o desafio de desvendar enigmas e a sensação de conquista ao encontrar o “tesouro”. Essa atividade estimula o raciocínio lógico e o trabalho em equipe.

 

5. Sessões de cinema em casa

 

Transforme a sala de estar em um cinema para uma noite especial de filmes. Selecione os filmes favoritos das crianças, prepare pipoca e crie um ambiente aconchegante com almofadas e cobertores. Essa é uma maneira econômica e divertida de passar o tempo em família, incentivando o gosto pela sétima arte.

  • Como incluir a educação financeira na atividade: ensine as crianças a fazerem um orçamento para a noite de cinema. Mostre como comparar os custos de diferentes lanches e bebidas e escolher opções que caibam no orçamento. Fale sobre o custo dos ingressos de cinema comparado a assistir filmes em casa e a diferença entre essas experiências.

Acompanhe nosso canal no youtube

6. Jogos e brincadeiras tradicionais

 

Resgate jogos e brincadeiras tradicionais, como esconde-esconde, pega-pega, amarelinha, pular corda e outras atividades que podem ser feitas ao ar livre ou em espaços amplos. Essas brincadeiras simples são ótimas para gastar energia e proporcionar muita diversão.

  • Como incluir a educação financeira na atividade: durante as brincadeiras, introduza jogos que envolvam conceitos financeiros, como a “Loja de Brinquedos“, onde as crianças podem usar dinheiro de brinquedo para comprar e vender itens. Isso ajuda a ensinar sobre transações e o valor do dinheiro.

 

7. Leitura e contação de histórias

 

Incentive o hábito da leitura desde cedo. Separe um tempo para ler histórias para as crianças ou até mesmo crie um “clube do livro” familiar, onde cada um lê uma história diferente e depois compartilha o que mais gostou. A contação de histórias também pode ser uma atividade envolvente, onde os pais podem usar fantoches ou dramatizar os personagens para tornar o momento mais mágico.

  • Como incluir a educação financeira na atividade: escolha livros que abordem temas financeiros de forma lúdica, como histórias que falam sobre poupança e orçamento. Após a leitura, converse sobre os conceitos apresentados e como eles podem ser aplicados no dia a dia.

 

8. Atividades educativas online

 

Embora seja importante limitar o tempo de tela, há muitos recursos educativos online que podem ser úteis durante as férias. Sites e aplicativos com jogos educativos, atividades interativas e vídeos de experimentos científicos podem ser uma maneira divertida e instrutiva de ocupar o tempo das crianças.

  • Como incluir a educação financeira na atividade: existem diversos jogos e aplicativos que ensinam educação financeira de forma divertida. Explore esses recursos com as crianças, mostrando como gerenciar um orçamento virtual, investir em projetos fictícios e aprender sobre o funcionamento do dinheiro.

 

9. Oficinas e cursos

 

Pesquise oficinas e cursos disponíveis na sua cidade. Muitas vezes, instituições culturais, escolas e clubes oferecem atividades especiais durante as férias, como aulas de teatro, música, dança ou esportes. Essas atividades podem ajudar a desenvolver novos talentos e interesses nas crianças.

  • Como incluir a educação financeira na atividade: explique às crianças o custo dessas atividades e como elas se encaixam no orçamento familiar. Envolva-as no processo de escolha das oficinas, mostrando como comparar preços e escolher as opções que oferecem melhor custo-benefício.

 

Você pode se interessar

Veja se sua cidade oferece aulas gratuitas e oficinas de arte, dança e teatro para crianças e adolescentes.

 

10. Voluntariado e atividades comunitárias

 

Incentivar as crianças a participar de atividades de voluntariado pode ser uma experiência muito enriquecedora. Elas podem ajudar em campanhas de arrecadação de alimentos, visitar abrigos de animais ou participar de projetos de limpeza de praças e praias. Além de aprenderem sobre cidadania e responsabilidade social, elas irão se sentir parte ativa da comunidade.

  • Como incluir a educação financeira na atividade: explique como o voluntariado pode economizar recursos da comunidade e mostrar a importância da doação e do trabalho em equipe. Ensine-as sobre o valor não monetário do tempo e esforço investido em boas ações.

Aproveitar as férias escolares para passar mais tempo de qualidade com as crianças é uma oportunidade única para fortalecer os laços familiares e criar memórias inesquecíveis. Com criatividade e planejamento, é possível proporcionar momentos de lazer e aprendizado, incorporando importantes lições de educação financeira no processo.

 

Observação importante!

 

É fundamental lembrar que as atividades de educação financeira devem ser adaptadas à faixa etária das crianças. Estudos mostram que a introdução de conceitos financeiros deve ser gradual e adequada ao nível de compreensão e desenvolvimento cognitivo da criança. 

Por exemplo, crianças em idade pré-escolar podem aprender conceitos básicos de economia e responsabilidade através de jogos e atividades lúdicas, enquanto adolescentes podem se beneficiar de discussões mais profundas sobre orçamento e investimentos​ (Cambridge Org)​​. 

Portanto, ao planejar atividades de educação financeira, considere a idade e a maturidade das crianças para garantir que o aprendizado seja eficaz e apropriado.

Por João Victorino

João Victorino é administrador de empresas e especialista em finanças pessoais. Formado em Administração de Empresas e com MBA pela FIA - USP. Executivo em empresas multinacionais nas áreas de desenvolvimento de negócios, marketing e estratégia. Possui ampla experiência no empreendedorismo e hoje divide esses aprendizados. Para isso, o especialista criou e lidera o canal A hora do dinheiro , com conteúdo gratuito e uma linguagem simples, objetiva e inclusiva.

Você também pode se interessar:

71 Visualizações
0Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *