Search
A hora do dinheiro logo

Sumário

Tamanho da fonte-+=
Tamanho da fonte-+=

Por que temos vergonha de falar sobre dinheiro?

Sumário

3 min para ler
Tamanho da fonte-+=
Getting your Trinity Audio player ready...

 

rawpixel.com

 

Resumo – Falar abertamente sobre dinheio no Brasil ainda é um tabu. Talvez isso ocorra por relacionarmos a riqueza à avareza e a atividades ilícitas. Mas é nessecário mudarmos estes costumes, para termos um maior domínio sobre o mundo das finanças e, assim, termos mais ferramentas para melhorar a vida de toda a sociedade.

 

Falar sobre dinheiro é um tabu

 

Você já percebeu que falar sobre dinheiro não é um assunto popular? Não me lembro de ter participado de alguma festa de aniversário em que o assunto das rodas de conversa fosse a queda da taxa de juros ou o impacto disso nas aplicações financeiras.

Quantas vezes você estava em um aniversário e ficou conversando com alguém sobre a bolsa de valores? Alguém já veio e te deu uma “dica” de uma empresa que vai se valorizar muito nos próximos tempos?

Evitamos falar sobre o assunto, parece que nos intimidamos um pouco, ou que propriamente o assunto incomoda.

 

Buscando as origens desse comportamento

 

Tenho algumas apostas sobre os motivos. Pode ser por falta de conhecimento mesmo e aí não temos conteúdo para dar opinião e colocar alguma posição sobre e preferimos outros assuntos que dominamos. A falta de educação financeira que temos no Brasil não é novidade nenhuma no momento em que escrevo este texto.

Várias iniciativas estão acontecendo e esperamos que esse buraco de falta de formação no assunto diminua ao longo do tempo. Muitas entidades, instituições, agentes do governo têm procurado contribuir para melhorar esse tema. Nós, aqui no A Hora do Dinheiro, estamos fazendo nossa parte.

Outro motivo pode ter a ver com sermos ainda uma sociedade com baixa renda e só uma parcela pequena da população tem sobra suficiente para ter condição de guardar dinheiro e, portanto, falar sobre isso. Falar sobre algo que não tenho condição de fazer nesse momento pode parecer perda de tempo.

Outra possibilidade que vem à cabeça tem a ver com nossas influências religiosas. Não é novidade que, em algumas religiões, a busca pela riqueza não é bem vista; pelo menos a busca pela riqueza pelo que é evidenciado nas conversas, tem que ser discreta e silenciosa. Imagine uma pessoa que vai na igreja e conta o quanto sua carteira de ações se valorizou nos últimos meses, o quanto foi legal investir na empresa Fulano de Tal S/A; não me parece que será bem visto.

Existem fés que entendem que buscar a riqueza é um tipo de pecado. Nesses casos, como as pessoas que acreditam nessas religiões vão conseguir buscar a liberdade financeira e sua independência, se isso é uma atitude “moralmente errada”?

 

Mudando hábitos culturais

 

A vontade de evoluir financeiramente deve ser estimulada e comemorada. A busca dos pais e mães de dar o melhor para suas famílias hoje e planejar o futuro, é uma orientação positiva e natural que não pode ser confundida com pecar.

Esse é um julgamento moral que não desejo opinar aqui, e sim contribuir para entender o quanto não falar, não discutir sobre dinheiro e investimentos não ajuda a nossa sociedade a melhorar, a tornar-se mais autossuficiente, mais preparada e, portanto, com possibilidades de escolhas melhores.

Se cada um de nós tem vergonha de falar sobre dinheiro, sobre investimentos, etc., como será possível debater e melhorar nossa vida financeira? Sabemos o quanto somos influenciados por nossas famílias, nossos amigos, nossos colegas. Estou constantemente lendo sobre o assunto e me interesso muito pelas histórias de sucesso no mundo dos investimentos.

A maioria dessas histórias que vejo começaram por meio de um parente que estimulou a pessoa a guardar, um colega de trabalho que sabia mais e conduzia a pessoa a iniciar uma trajetória nesse incrível mundo da evolução pessoal.

Falar sobre o dinheiro precisa acontecer mais frequentemente em nosso país, debater mais as experiências, celebrar e valorizar as pessoas que conseguiram crescer, “subir na vida” é importante como exemplo para todos.

Vejo que existem frases que não ajudam. Tenho certeza que em algum momento você já ouviu que “em nosso país só se fica rico roubando”. Isso não é verdade e não podemos aceitar que a riqueza só pode vir de comportamentos errados. Milhares de pessoas ricas no Brasil são trabalhadoras, todos os dias tocam seus negócios, geram empregos, pagam impostos e tocam a vida. É desses que estou falando e é com esses que podemos aprender bastante.

Nós, da equipe ahoradodinheiro, estamos aqui para ajudar você nessa caminhada.

 

618 Visualizações
0Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *