Search
A hora do dinheiro logo

Sumário

Tamanho da fonte-+=
Tamanho da fonte-+=

Os perigos das apostas esportivas

Sumário

3 min para ler
Tamanho da fonte-+=
Getting your Trinity Audio player ready...
Dreamstime - Prostockstudio

Resumo Mesmo que possam existir alguns benefícios desta prática, eles não compensam o risco enorme à saúde financeira

 

Sites de apostas esportivas estão crescendo cada vez mais no Brasil, sempre com a promessa de ganhos para o apostador. Atualmente, vários times de futebol das séries A e B do campeonato brasileiro são patrocinados por esses sites, que estimulam os torcedores a apostarem. 

Levantamento realizado pela Hand, assessoria especializada em gestão de empresas, aponta que o número de sites brasileiros conhecidos como ‘bets’ aumentou 160% nos últimos dois anos. 

 

O que explica este crescimento das apostas esportivas?

 

As apostas online têm ganhado grande popularidade por várias razões, dentre as quais se destacam: investimentos em campanhas publicitárias, com participação de atletas famosos e influenciadores; impressão de que as chances de vitória conseguem sim superar as de perda; ambientes virtuais com designs amigáveis, gerando conforto em apostar e diminuindo a desagradável ‘dor da perda’.

Há inúmeras formas de incentivar alguém a apostar. Existe uma exploração dos vieses comportamentais dos usuários, o que faz com que acreditem na possibilidade de enriquecimento fácil e rápido, ou seja, a aposta é tratada como uma forma de renda extra garantida. 

Além disso, é mais difícil para pessoas próximas perceberem quando um ente querido está viciado em apostas online, pois não é algo tão evidente.

 

A atividade é regulamentada no Brasil?

 

Apesar do sucesso do segmento, não há uma regulamentação da atividade no Brasil (ainda que ela esteja na iminência de ser aprovada no Senado no momento em que publico este artigo), o que pode acarretar em insegurança jurídica para os clientes, caso sintam-se lesados e queiram pedir ajuda da justiça.

Afinal, existem promoções consideradas extremamente atrativas para os novos clientes, porém, com letras miúdas e asteriscos nos contratos, que podem passar despercebidos e gerar consequências futuras.

Diante deste cenário, mesmo que possam existir benefícios desta prática, não compensam em nada o risco enorme à saúde financeira, mental e física de seus participantes e familiares.

A única vantagem  seria a de se divertir, se a aposta fosse apenas um entretenimento, no entanto, muitas pessoas não agem com esse propósito, o que causa eventuais problemas.

Acompanhe nosso canal no youtube

Analisando o Risco x retorno da atividade: não compensa

 

As desvantagens e perigos superam o potencial de ganhos com apostas. Existem altas chances de perda, porque a maioria dos jogos e apostas envolvem risco financeiro, e muitas pessoas perdem mais dinheiro do que ganham.

Também geram impactos na saúde mental e nas relações sociais e familiares, que podem ser prejudicadas. Sem falar do tempo perdido, que poderia ser usado de maneira mais produtiva e saudável.

É importante buscar ajuda se você ou alguém que você conhece estiver enfrentando problemas com jogos ou apostas. Existem organizações e profissionais de saúde que podem oferecer suporte e tratamento para o vício. 

 

Por essa razão, aqui está um alerta para 5 situações que são sinais de que é a hora de parar:

 

1. Se você sente que não consegue mais controlar seu envolvimento com jogos ou apostas;

2. Se o jogo está causando problemas financeiros ou interferindo em sua vida diária;

3. Se você está sentindo um aumento do estresse, ansiedade ou depressão relacionados ao jogo;

4. Se sua saúde física e mental está sendo afetada negativamente;

5. Se as pessoas ao seu redor expressam preocupação com seu comportamento de jogo.

Por João Victorino

João Victorino é administrador de empresas e especialista em finanças pessoais. Formado em Administração de Empresas e com MBA pela FIA - USP. Executivo em empresas multinacionais nas áreas de desenvolvimento de negócios, marketing e estratégia. Possui ampla experiência no empreendedorismo e hoje divide esses aprendizados. Para isso, o especialista criou e lidera o canal A hora do dinheiro , com conteúdo gratuito e uma linguagem simples, objetiva e inclusiva.

Você também pode se interessar:

701 Visualizações
0Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *