A hora do dinheiro logo

Sumário

Tamanho da fonte-+=
Tamanho da fonte-+=

Na vida a dois, mantenha as contas e as conversas em dia

Sumário

3 min para ler
Tamanho da fonte-+=
Getting your Trinity Audio player ready...

 

Milatas / shutterstock

 

Resumo Compromisso com a verdade e transparência são elementos fundamentais em todo relacionamento. Ainda mais quando falamos de vida a dois, ambas as partes precisam nutrir e fortalecer a confiança um no outro. Na esfera financeira, isso não deve ser diferente: conversa franca e alinhamento de expectativas vão contribuir para uma ótima sintonia entre o casal.

 

Como cultivar relacionamentos saudáveis e duradouros?

 

Construir uma relação não é uma coisa fácil e não acontece do dia para a noite. Todas as pessoas que já estão em um relacionamento há mais tempo sabem que o que vai manter o casal junto não é a paixão inicial. No longo prazo, outros sentimentos são agregados e a parceria, o bem-estar e a cumplicidade de estar junto são mais importantes que uma febre de paixão juvenil.

Às vezes, principalmente no começo, a paixão é tão grande que traz junto outros sentimentos que podem colocar fim numa relação. Quem já não sentiu ciúme e sabe o quanto isso pode acabar com um namoro, um noivado ou até casamento.

Ter projetos em conjunto, construir família, querer ter filhos, educá-los, criá-los não é tarefa fácil, e um casal tem que ter um plano bem feitinho para dar certo.

 

Planejando as finanças do Casal

 

Nesse planejamento, as finanças do casal são parte primordial. Conheci vários casais que pareciam feitos um para o outro. Mas, em algum momento, a relação foi para o vinagre. Muitas vezes, o motivo foram as finanças do casal: a falta de dinheiro, ou a má administração da grana.

Um gastava demais e/ou outro não gostava e/ou não gastava; um guardava demais e o outro achava que era um exagero; um emprestava dinheiro para seus parentes e o outro não achava certo; um não sabia do dinheiro do outro, ou escondia do outro as contas, ou os investimentos. Já vi casos de pessoas que tinham um cartão de crédito secreto: “para aquelas comprinhas que ele/ela não pode saber”. Sabe-se lá que compras são essas.

Tudo isso é consequência da falta de conversa e, eu diria, de transparência e confiança. Se você gosta mesmo da outra pessoa e é ela que você escolheu para o projeto de vida, por que não falar de tudo abertamente, finanças inclusive? Qual o sentido de deixar informações que serão super importantes escondidas? Afinal, que projeto de vida fica de pé se a conversa não é aberta e franca?

Recomendo que isso seja discutido o quanto antes. Se for ainda no namoro, melhor (claro, quando o namoro for firme). Deixe tudo esclarecido, porque é super importante casar, decidir viver juntos, com essa questão encaminhada.

 

Conversando abertamente sobre dinheiro

 

Vai lá, senta com o companheiro, a companheira e fale de dinheiro. O que a pessoa pensa disso, como vai ser a questão do pagamento das contas, quem faz o que; se vai ter conta conjunta ou não; se vão comprar casa, apartamento ou viver na casa dos sogros. E o principal: cada um tem que saber o que o outro ganha, quais as despesas e dívidas que cada um tem e quais serão os objetivos financeiros de médio e longo prazo.

Se não tiver essa conversa, pode dar ruim… A confiança que você precisa para falar de dinheiro será a mesma que você precisa para se sentir seguro/segura numa relação a dois. A transparência é fundamental e ela será um dos componentes da liga que existirá no casal. Se esse elo for fraco, se quebrará logo.

É importante que vocês se preparem para isso. Pode levar as coisas escritas, de uma forma mais organizada, num caderno ou em uma planilha por exemplo, mas o que não pode deixar de levar é vontade de fazer algo verdadeiro e que vai fortalecer o casal mais ainda. Se, nesse momento, vocês não se entenderem bem, é bom abrir os olhos, pois esse tema é muito importante para ser deixado de lado.

Para aqueles que não gostam do assunto, ou querem transferir para o outro tudo sobre finanças, cuidado! Estar sob o controle financeiro de alguém não é uma posição legal, e duas pessoas que se amam devem querer sempre o melhor para o seu par. Pense bem nisso, e conte sempre com a gente para mais reflexões sobre este tema.

 

327 Visualizações
0Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *