Search
A hora do dinheiro logo

Sumário

Tamanho da fonte-+=
Tamanho da fonte-+=

O poder dos juros sobre juros

Sumário

4 min para ler
Tamanho da fonte-+=
Getting your Trinity Audio player ready...

 

ocean-ng / unsplash

 

Resumo – Quais são os principais fatores responsáveis para que você tenha ótimos resultados em seus investimentos? Leia este texto e descubra mais a respeito.

 

Uma coisa que as pessoas precisam aprender sobre os investimentos, é entender quais são os fatores que vão aumentar o seu patrimônio quando você investe.

Eles são:

  1. Os depósitos com a frequência que podem ser feitos, que chamamos de aportes.
  2. A taxa de rentabilidade do investimento.
  3. E o que consideramos o mais importante: o tempo que esse dinheiro ficará investido.

Vamos falar muito sobre esses 3 fatores, que são superimportantes, e quem investe deve entendê-los bem. Eles serão os conceitos que vão fazer a diferença para você conseguir a tão sonhada independência financeira.

 

1) Taxa de Juros

 

A taxa de juros, ou taxa de rentabilidade, é o que definirá a quantidade de ganhos do seu investimento ao longo do tempo. Essa taxa pode ser fixa ou variável: se ela for fixa, você conseguirá calcular sua rentabilidade antes de investir seu dinheiro; se ela for variável, você só saberá o possível rendimento quando quiser fazer o resgate ou acompanhando as oscilações dessa taxa ao longo do tempo.

Existem 2 tipos de taxas de juros, as taxas de juros simples e as taxas de juros compostos. As taxas de juros simples não são as mais usadas porque o resultado que elas apresentam é menor que a taxa de juros compostos. Ela é calculada a cada período determinado, sobre o valor principal, que é a base do investimento.

Vamos dar um exemplo para ficar mais fácil: imagine que você tem uma aplicação com R$ 1.000,00 depositados, com rentabilidade mensal de 1%. Pela taxa de juros simples, a rentabilidade é calculada sobre o valor depositado inicialmente, independente dos rendimentos seguintes. Então, se você tem R$1.000,00 depositados, todos os meses irá receber R$10,00 de rentabilidade. E ao final de um ano, terá o saldo final de R$1.120,00 (R$1.000,00 + R$120,00 de juros). Esse é o conceito de juros simples: o saldo base não se altera e você vai sempre fazendo o cálculo sobre o mesmo valor ao longo do tempo.

Agora, vamos ver como seria o cálculo dos juros compostos. Nesse caso, seu saldo inicial é o mesmo (R$1.000,00) e a taxa de juros também é a mesma (1% ao mês). No primeiro mês, você recebe 1%/1.000,00, resultando em um saldo de R$1.010,00. No próximo mês, o cálculo de rentabilidade de 1% será feito sobre os R$1.010,00, ou seja, você terá R$1.020,10, e esse valor irá aumentando ao longo dos meses. Ao final de 1 ano, a sua rentabilidade será de R$ 126,82, que significa R$ 6,82 a mais do que no cálculo dos juros simples.

 

2) Aportes

 

Os aportes são os depósitos que você fará ao longo do tempo para aumentar o seu patrimônio. Quanto mais aportes você fizer e maior o valor de cada um, conseguirá melhores resultados para seus investimentos. Fazer aportes regulares, de maneira que o ato de investir se torne um hábito, será muito importante ao longo da sua jornada em busca do bem-estar financeiro.

Os investimentos não devem ser vistos como uma tarefa única ou atividade que você realiza apenas uma vez, e pronto, vamos para a próxima. Na sua vida financeira, devemos tratar os investimentos com tanto cuidado quanto temos para cuidar da sua saúde. Aliás, os dois assuntos têm relação direta: precisamos de dinheiro para pagar tratamentos, remédios, clínicas, exames, pois nem sempre existe alternativa pública, ou quando existe, nem sempre a qualidade é a que você busca.

Ou seja, devemos ter em mente que cuidar das suas finanças deverá ser para sempre. Isso é uma atividade que não recomendamos que seja terceirizada. O máximo possível, você deve pensar, planejar, realizar suas atividades financeiras. Estude, leia, aprenda e cuide você mesmo do que é seu.

 

3) Tempo

 

O tempo é o grande aliado do investidor. O investidor precisa de tempo o suficiente para que seu plano de investimento seja colocado em prática e para que seus investimentos amadureçam adequadamente. Para aqueles que investem em ações, é preciso que exista tempo para que os projetos das empresas nas quais se tornaram sócios floresçam – longo prazo, esse é o nome do jogo.

Observem que nas ofertas dos bancos, os investimentos que ficam mais tempo têm taxas de juros e rendimentos mais atrativas também. Um investimento feito em prazos de 2, 3 anos, jamais vai conseguir gerar resultados importantes para os investidores. Veja também que até o governo entende esse conceito, já que, em geral, os impostos sobre ganhos de capital, em muitos casos, são menores para aplicações de tempo mais longo.

Os juros compostos são uma máquina de gerar rendimento, como se fosse uma bola de neve descendo por uma montanha. Mas essa montanha tem que ser bem grande para que a descida seja longa e faça o efeito da bola de neve crescer. Para os investimentos, o tamanho da montanha é o tempo que os seus aportes ficam lá, crescendo, como o fermento no bolo.

 

664 Visualizações
0Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *