Search
A hora do dinheiro logo

Sumário

Tamanho da fonte-+=
Tamanho da fonte-+=

Como diminuir o valor da conta de luz?

Sumário

4 min para ler
Tamanho da fonte-+=
Getting your Trinity Audio player ready...
Dreamstime - Mike K

Resumo – Veja como não extrapolar seu orçamento com a conta de luz, mesmo durante as ondas de calor.

 

Mesmo em épocas de clima mais ameno, temperaturas altas podem continuar presentes em muitas partes do país, e a tendência é que os dias de calor extremo sejam, infelizmente, cada vez mais frequentes.

 

Consequência dos dias mais quentes

 

O clima abafado faz com que o consumo de energia elétrica continue alto por parte das pessoas, o que acaba sendo refletido na conta de luz, gerando assim gastos maiores do que o esperado.

Segundo dados fornecidos pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), a projeção para 2024 é de um aumento na conta de luz de 5,6%, acima da inflação, estimada em 3,9% pelo mercado financeiro. No ano passado, a Aneel previa uma alta de 6,8%. Porém, a elevação foi de 5,9%.

 

Cuidados com a conta de luz durante o verão (e demais estações do ano)

 

O verão é um período onde a conta de energia elétrica de parte da população costuma aumentar bastante. Justamente porque as pessoas tendem a ligar ventilador e ar condicionado com uma maior frequência e tempo de duração, o que consequentemente faz com os valores sejam mais altos. No entanto, isso tem acontecido até mesmo fora da estação.

É preciso tomar cuidado. Não está proibido usar a própria energia elétrica, ainda mais com as fortes ondas de calor que enfrentamos, mas é fundamental ter cautela para que os gastos não sejam altos a ponto de prejudicar o seu orçamento.

Também existe a questão ambiental, precisamos ser conscientes. Ao invés de ligar o ar condicionado o dia inteiro, por que não alternar momentos com apenas ventilador ou janelas abertas?

 

Veja 5 formas práticas para economizar energia

 

Pensando em formas de economizar na conta de energia elétrica, elenco algumas recomendações que podem ser bastante úteis a você:

1. Descubra o padrão de consumo em sua residência: Isso implica em analisar diversos aspectos, como o número e tipo de aparelhos eletrodomésticos, o volume e duração dos banhos diários, e o consumo médio mensal de energia. Ao reunir essas informações em uma planilha ou documento, é possível identificar oportunidades de redução de consumo e eliminar desperdícios. Esse processo facilita a identificação de áreas onde é possível economizar de forma significativa.

Acompanhe nosso canal no youtube

2. Aparelhos fora das tomadas: Você possui muitos aparelhos eletrônicos que permanecem em modo de espera por longos períodos sem serem utilizados? (Como videogame, aparelho de som, home theater). Manter esses dispositivos em standby consome cerca de 20% mais energia do que se estivessem desligados da tomada. Esse é um exemplo de desperdício de energia que pode ser facilmente eliminado.

3. Troca de aparelhos antigos: Dispositivos mais antigos consomem uma quantidade maior de energia. Isso se deve ao avanço das tecnologias de eficiência energética ao longo do tempo, bem como às regulamentações que exigem padrões mais econômicos. Segundo uma pesquisa da Proteste, substituir aparelhos como ar-condicionado e geladeira por modelos mais modernos pode resultar em uma redução de até 67% na conta de eletricidade de uma residência.

4. Veja se você tem direito ao desconto: A Tarifa Social de Energia Elétrica, estabelecida pelo Governo Federal para beneficiar famílias de baixa renda, proporciona descontos na fatura de eletricidade, podendo chegar a até 65% em comparação com a tarifa residencial padrão, dependendo do nível de consumo de energia.

5. Fontes alternativas: Considere a viabilidade de instalar placas solares em sua residência. Há, inclusive, iniciativas de algumas concessionárias oferecerem planos de assinatura que usam como fonte a energia gerada em fazendas solares, com descontos para os assinantes.

 

Planejamento é a chave

 

A conta de luz, assim como a conta de água, é um dos gastos essenciais e não deve ser acertada com atraso, portanto, é importante ter um dinheiro separado para essa finalidade.

Afinal, pior do que ter que desembolsar altas quantias para quitar a conta de energia elétrica mais altas do que o normal, é ter a mesma cortada ‘de repente’.

Planejamento é o segredo para evitar gastar muito. Ter um planejamento financeiro bem estruturado é fundamental para todas as situações da vida, principalmente neste período de calor, onde muitos não irão abrir mão do consumo de energia.

Desta forma, se você já tem uma reserva para gastos essenciais que podem extrapolar o orçamento, será mais fácil de lidar com a conta mais cara durante alguns meses do ano.

Por João Victorino

João Victorino é administrador de empresas e especialista em finanças pessoais. Formado em Administração de Empresas e com MBA pela FIA - USP. Executivo em empresas multinacionais nas áreas de desenvolvimento de negócios, marketing e estratégia. Possui ampla experiência no empreendedorismo e hoje divide esses aprendizados. Para isso, o especialista criou e lidera o canal A hora do dinheiro , com conteúdo gratuito e uma linguagem simples, objetiva e inclusiva.

122 Visualizações
0Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *