A hora do dinheiro logo

Sumário

Tamanho da fonte-+=
Tamanho da fonte-+=

Série “A economia começa dentro de casa” (conta de água)

Sumário

6 min para ler
Tamanho da fonte-+=
Getting your Trinity Audio player ready...

 

Joa Souza / shutterstock

 

Resumo Aqui, você encontrará formas para economizar na conta de água e esgoto. Além disso, poderá entender, de maneira rápida e fácil, como é calculada a cobrança de sua mensalidade pelos serviços oferecidos pela companhia de sua cidade. Ainda, você terá a oportunidade de realizar um teste para verificar uma estimativa de seu consumo pessoal.

 

Conta de água

 

Vamos falar sobre formas de economia para o consumo de água. Segundo a ONU (Organização das Nações Unidas), 110 litros de água por dia (458 copos por dia, ou 3,3m³ por pessoa ao mês) são o suficiente e o ideal para atender às necessidades de consumo (cozinhar, lavar roupa, louça, etc.) e de higiene (escovar os dentes, tomar banho, etc.).

No Brasil, uma pesquisa feita pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) em parceria com a ANA (Agência Nacional de Águas), mostrou que a média de consumo de uma família, em 2017, era de 116 litros de água por dia. Em alguns estados, como Maranhão e Rio de Janeiro, esse consumo poderia chegar até 200 litros por dia.

A boa notícia é que, em 2013 (primeiro ano da pesquisa), a média do consumo familiar era de 121 litros por dia, o que mostra a diminuição desse consumo. Porém, fica o questionamento: esse consumo diminuiu porque as pessoas estão mais conscientes, ou porque o preço da água tem subido cada vez mais?

 

Conhecendo seu consumo

 

Antes de começar, vale lembrar que o período de seca, no Brasil, começa entre maio e junho e termina entre setembro e outubro; isso significa que, durante esses meses, chove menos, o que tem impacto direto nas contas de água e de luz.

Além disso, outros fatores também influenciam o consumo, como a condição de se tratar de um imóvel comercial ou residencial. No caso de um estabelecimento comercial, a área do local (restaurante, vendas, serviços, etc.) é determinante no cálculo do valor da conta de água e esgoto.

Em imóveis residenciais, por sua vez, alguns fatores que delineiam o custo do serviço são: tamanho da propriedade, número de pessoas no local, presença de animais, plantas e quintal. É uma casa, apartamento, ou condomínio? O imóvel está localizado em área rural ou urbana? E em qual região do país ele se encontra?

O Brasil é um país muito grande e diverso, com regiões que chovem mais ou menos, com clima mais quente ou mais frio e áreas com mais infraestrutura do que outras.

Para identificar o seu consumo, é preciso entender como funciona o hidrômetro, que é justamente o aparelho que mede o consumo da água a partir da vazão, ou seja, do fluxo de água que passa por ele; o famoso relógio de água. Os números em preto marcam a quantidade de água em metros cúbicos (m³); 1m³ = 1.000L; e é esse número que vai para a conta.

Imagem: DMAE

Para saber o consumo no mês, é preciso subtrair a leitura do mês atual do valor do mês anterior.

Importante: de preferência, sempre acompanhar na mesma data; todo dia 07, por exemplo.

Mês Leitura
Junho 3534
Maio 3432
Consumo em junho (m³) 102 (3534-3432)

Já os números vermelhos são unidades menores desconsideradas na leitura, mas que ajudam a confirmar se tem algum vazamento; para isso, você fecha todas as entradas de água (até a caixa d’água) e, se os números vermelhos continuarem girando, tem um vazamento em algum lugar. E isso pode fazer enorme diferença na sua conta.

 

Cobrança

 

Na conta de água vem a cobrança de:

  1. Tarifa de uso de água – custo da captação, distribuição até as redes de tratamento, tratamento, armazenamento, distribuição até os imóveis;
  2. Tarifa de uso da rede de esgoto – custo da coleta, transporte, tratamento e descarte;
  3. Aluguel do hidrômetro – algumas empresas de saneamento cobram um valor pelo uso de seus relógios; importante confirmar se este é o seu caso.

As tarifas mudam conforme a empresa que atende a sua cidade e a própria legislação local, mas de forma geral, usam uma metodologia de cascata para o cálculo. Ou seja, tem um valor mínimo e um valor para cada bloco, que são somados até chegar no bloco do seu consumo. Como exemplo, vamos usar a tabela de valores abaixo para uma conta residencial.

Faixa Valor por m³
0 a 10m³ R$22,08
11 a 20m³ R$2,94
21 a 30m³ R$5,72
31 a 40m³ R$7,47
41 a 50m³ R$8,79
51 a 61m³ R$9,73
61 a 70m³ R$10,45
71 a 100m³ R$10,81
Mais que 100m³ R$13,57

Perceba que o valor é por metro cúbico consumido. Então, se você consumiu 13m³, você vai pagar o valor mínimo (R$22,08) mais 3X R$2,94 = R$ 30,90. Mas, se você consumiu 23m³, você paga o valor mínimo (R$22,08), mais 10X R$2,94 (porque o valor de cada metro cúbico é R$2,94 e foram usados 10m³ desse bloco), mais 3X R$5,72 = R$68,64. E assim por diante.

Vale lembrar também que a tarifa de esgoto é 90% do valor da tarifa de água. Isso porque 90% da água que consumimos é descartada como esgoto na descarga, água do banho, lavando louça, roupa, etc.; só 10% é realmente consumida com alimentação, pets ou plantas. Então, é importante verificar se os valores da tabela acima já incluem o valor da tarifa de esgoto, ou se são apenas da da tarifa de água. Isso também varia conforme a empresa e a cidade.

Se já estiver incluso, ótimo. Senão, você ainda tem que multiplicar o valor por 0,90 (90%). Então, para o consumo de 13m³, a tarifa de esgoto é R$30,90 X 0,90 = R$27,81. A conta de água, então, vai ser a tarifa de água mais a tarifa de esgoto (R$30,90 + R$27,81) = R$58,81 (e se tiver aluguel do hidrômetro, tem que somar a esse valor).

 

Para economizar

 

Tem muita coisa que é sempre repetida como dica para economizar água. Mas são repetidas porque realmente fazem a diferença, então vamos lá:

  1. Cuidado com a descarga, principalmente se for uma privada de válvula (a que tem a descarga na parede), elas costumam soltando água enquanto a pessoa estiver apertando, então frequentemente é usada mais água do que o necessário; enquanto a privada de caixa acoplada usa sempre a mesma quantidade; tem também as válvulas de duplo acionamento que liberam diferentes quantidades de água, conforme o necessário, e existem para os dois tipos de privadas.
  2. Tente demorar menos nos banhos; se puder, feche a torneira enquanto ensaboa o cabelo e/ou o corpo.
  3. Da mesma forma, feche a torneira enquanto escovar os dentes; em lugares comerciais, instalar torneiras automáticas é uma boa solução; uma torneira de banheiro aberta por 5 segundos, 3 vezes ao dia gasta, aproximadamente, 3L.
  4. Com a louça, a mesma coisa; melhor ainda se, antes de lavar você tirar o grosso da sujeira com o guardanapo que usou na refeição e ensaboar tudo de uma vez (os mais engordurados por último); uma torneira de cozinha aberta por 4 minutos, gasta aproximadamente 55L.
  5. Quando for lavar roupa, tente ligar a máquina só quando estiver com a capacidade máxima de roupas; se for lavar no tanque, desligue a água enquanto ensaboa; uma máquina de 5kg gasta aproximadamente 135L.
  6. Para limpar a calçada, você pode usar uma vassoura ao invés de mangueira, ou até reutilizar a água da máquina (inclusive, casas com iniciativas sustentáveis podem até render desconto no IPTU – pesquise por IPTU Verde na seção hora de ganhar); para lavar o carro, use um balde e um regador.
  7. Importante reparar nos sinais de vazamento, como mofo, piso, parede ou teto estufados e/ou molhados; vazamentos podem custar mais caro que a manutenção.

Existem muitos prédios onde o consumo de água é compartilhado, ou seja, há só um relógio para todos os apartamentos; nesse caso, vale a pena o condomínio ficar de olho para o consumo e cada um fazer a sua parte, porque, afinal, a conta também é compartilhada.

Joa Souza – Shutterstock

E aqui tem um link de um teste bem bacana para você verificar se o que você consome está de acordo com o que a ONU define como o necessário para o bem-estar pessoal e higiene de uma pessoa.

Esperamos que essas informações te ajudem a entender o seu consumo, a sua forma de cobrança e o que você pode fazer para gastar um pouco menos. A longo prazo, essa diferença pode ser bem grande.

 

Veja também: A economia começa dentro de casa (conta de energia)

 

Fontes

 

Sabesp
Agência Brasil
Saae Garça
Ecocasa
Leak

 

792 Visualizações
0Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *