Search
A hora do dinheiro logo

Sumário

Tamanho da fonte-+=
Tamanho da fonte-+=

Afinal, o que é ser rico?

Sumário

4 min para ler
Tamanho da fonte-+=
Getting your Trinity Audio player ready...
Dreamstime - Manwolste

Resumo – O conceito de riqueza é muito complicado para definir, na realidade cada um tem o seu. Varia dependendo do contexto e das perspectivas individuais.

Ser rico pode ter diferentes significados, e as diferentes maneiras de medir a riqueza podem refletir essas perspectivas variadas.

Rico nos lugares mais pobres do mundo é quem tem uma casa e comida todos os dias na mesa. Já nos países árabes que produzem petróleo, a história é outra.

 

Qual o seu referencial?

 

De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a riqueza é frequentemente categorizada com base nas classes sociais. 

As categorias A, B, C, e D são utilizadas para classificar a população com base em critérios como renda, acesso à educação, posse de bens, entre outros. 

Veja como ficou a estratificação dos domicílios em 2022:

    • Classe A: 2,8% da população (renda mensal domiciliar superior a R$ 22 mil)
    • Classe B: 13,2% da população (renda mensal domiciliar entre R$ 7,1 mil e R$ 22 mil)
    • Classe C: 33,3% da população (renda mensal domiciliar entre R$ 2,9 mil e R$ 7,1 mil)
    • Classes D/E: 50,7% da população (renda mensal domiciliar até R$ 2,9 mil)

As classes A e B representam as camadas mais ricas da sociedade, com acesso a recursos financeiros significativos e uma qualidade e expectativa de vida mais elevada, enquanto as classes C e D são geralmente associadas a uma renda e condições de vida mais modestas.

 

Ser rico é ter paz?

 

Outra perspectiva de riqueza está relacionada à saúde e ao bem-estar. Para muitas pessoas, ser rico em saúde é considerado uma forma valiosa de riqueza. Isso envolve não apenas a ausência de doenças, mas também um estilo de vida saudável, boa condição física e saúde mental. 

Ter uma mente saudável e estar com boa saúde é, para muitos, uma forma fundamental de riqueza, pois permite desfrutar da vida de maneira plena.

Ser rico é estar de bem com sua vida sem ter desejos inalcançáveis.

 

Você é quanto você tem?

 

Além disso, algumas pessoas consideram a riqueza em termos de patrimônio líquido. Ter mais de um milhão de reais em ativos e investimentos é frequentemente usado como uma métrica para definir a riqueza financeira. 

Aqui também dependerá de onde você mora. 1 milhão em SP é diferente desse valor em cidades menores no interior do Brasil. A mesma casa em SP num bairro nobre pode custar 3,4 até 5 vezes mais que no interior.

No entanto, essa métrica também pode variar amplamente dependendo do custo de vida e do contexto econômico de um país.

Acompanhe nosso canal no youtube

Riqueza é ostentação?

 

A riqueza na sociedade também pode ser vista como a posse de bens de luxo, propriedades caras e estilo de vida extravagante. Ter acesso a esses itens pode ser considerado uma forma de riqueza, mas nem sempre reflete a verdadeira riqueza em termos de satisfação pessoal e felicidade.

A palavra ostentação vem do latim “tentatio” que quer dizer tentar, ir em buscas.

Ou seja, a ostentação é a busca do reconhecimento de ser rico, mesmo que a pessoa não seja. 

Digamos assim, eu sou “tipo rico” tenho vários badulaques e adereços que significam riqueza. A ostentação é uma tentativa de aceitação através do material. Não tem valor o que você realmente é como pessoa, mas sim o que você parece ter.

 

Ser ou não ser?

 

Do ponto de vista filosófico, a riqueza pode ser vista de maneira mais abstrata e subjetiva. 

Alguns filósofos, por exemplo, argumentam que a verdadeira riqueza está relacionada à possibilidade e concretização da realização pessoal, ao propósito de vida, à sabedoria e às conexões humanas. 

Nesse sentido, ser rico pode significar uma vida cheia de experiências e relacionamentos valiosos.

Na Grécia antiga, riqueza era ter tempo e capacidade de participar das decisões da vida pública.

Quem tinha interesse apenas por temas de natureza privada era chamado de idiote. Sim, esta palavra tinha outro significado na época.

A riqueza verdadeira, para mim, é a vida voltada para a busca e a concretização de um valor. É uma vida direcionada para fazer coisas que atenderão a valorizar meus valores.

Se o seu valor na vida é cuidar da sua família, faça com que a sua vida financeira tenha sentido para este valor, que abranja este valor. 

 

Quais são as suas riquezas?

 

Em resumo, o que define uma pessoa ser rica é uma questão complexa, podendo variar amplamente dependendo das perspectivas individuais e dos critérios utilizados. 

Ela envolve aspectos financeiros, de saúde, sociais e filosóficos. Em última análise, a riqueza é uma combinação de diferentes fatores que contribuem para uma vida plena e satisfatória, e sua definição é altamente pessoal e subjetiva.

No entanto, acredito que ela passe por uma autonomia do uso do seu tempo de vida com as pessoas queridas, a possibilidade de realizar planos factíveis a contribuir para a sociedade da maneira que você acredita ser melhor.

Por João Victorino

João Victorino é administrador de empresas e especialista em finanças pessoais. Formado em Administração de Empresas e com MBA pela FIA - USP. Executivo em empresas multinacionais nas áreas de desenvolvimento de negócios, marketing e estratégia. Possui ampla experiência no empreendedorismo e hoje divide esses aprendizados. Para isso, o especialista criou e lidera o canal A hora do dinheiro , com conteúdo gratuito e uma linguagem simples, objetiva e inclusiva.

Você também pode se interessar:

877 Visualizações
0Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *