A hora do dinheiro logo

Sumário

Tamanho da fonte-+=
Tamanho da fonte-+=

O que são os índices da bolsa?

Sumário

4 min para ler
Tamanho da fonte-+=
Getting your Trinity Audio player ready...

 

Imagem: Paulus Rusyanto – Dreamstime

 

Resumo – É comum ouvirmos nos noticiários as manchetes que falam sobre o desempenho do índice Ibovespa (no Brasil), ou até mesmo índices internacionais, como o Dow Jones, Nasdaq e S&P 500. Mas o que são esses índices? Saiba mais neste texto que preparamos para você.

 

Os índices do mercado financeiro

 

Quando mencionamos o termo “bolsa de valores”, pode ser comum vir à nossa memória algumas imagens de gráficos de preços subindo e descendo (em cores chamativas e em alto contraste).

Imaginamos as ações das empresas valorizando e desvalorizando, causando euforia e pânico aos detentores desses papeis.

Nos noticiários, no entanto, muitas vezes aparece a menção a índices, como Ibovespa, Nasdaq, S&P 500, Dow Jones, entre outros. 

Esses índices não são ações de empresas propriamente ditas. Então, o que são esses índices? Vamos entender melhor agora.

 

O que são os índices?

 

Os índices são um termômetro dos mercados financeiros de um país, e servem como uma das principais referências para investidores (nacionais e internacionais).

Tamanha é a influência desses índices que podemos ouvir diariamente nos jornais, na seção de economia, a menção à variação destes ao longo da janela de negociações, juntamente com a cotação do dólar.

No mercado financeiro, índice corresponde a uma carteira teórica (onde cada ação possui um peso diferente, de acordo com seu volume diário de negociação).

Em outras palavras, os índices podem ser vistos como uma seleção de ativos (no caso, ações), cujo método de agrupamento é realizado com base em aspectos que esses papeis possuem em comum.

Assim como podemos fazer uma lista de filmes de determinados gêneros (ação, romance, aventura, terror), também é possível formar índices de ações com determinadas características em comum.

Por exemplo, é possível investir em índices de ações que pertencem a um mesmo setor de atividade econômica (saneamento básico, energia, tecnologia), ou relacionadas ao valor de mercado (small caps ou blue chips), ou até mesmo diferentes regiões geográficas (mercados asiático, europeu, norte americano, africano, oceania).

É possível, ainda, investir em índices que agregam produtos de renda fixa ou até outras classes de ativos, como criptomoedas.

 

Você também pode se interessar:

O que são Fundos de Índice? (ETFs)

 

O índice Ibovespa B3

 

Por exemplo, o índice Ibovespa é composto por ações listadas na Bolsa de Valores (B3) que atendem a determinados critérios, como valor de mercado, volume financeiro de negociação, estar entre os ativos que representem 85% em ordem decrescente de Índice de Negociabilidade e não ser uma penny stock (ação com valor unitário menor que R$ 1,00).

Dessa forma, quando o valor do índice Ibovespa sobe, isso significa que a maioria das empresas que compõem essa carteira teve valorização no dia de negociação.

É importante destacar que, mesmo em dias de valorização do índice, podem haver ações de empresas que compõem a carteira que se desvalorizam.

Como o índice representa uma média de todas as ações que o compõem, sua oscilação tende a ser menos volátil que a variação do preço de ações de small caps

No caso do Brasil, empresas como Petrobrás, Vale, Banco do Brasil, Bradesco, entre outras, por terem um valor de mercado muito alto (em relação às demais empresas do índice), possuem uma influência muito grande na direção do preço Ibovespa B3.

 

Existem ETFs negociados na Bolsa que replicam a composição do Ibovespa, veja:

 

Código
Nome
Taxa de Administração
Performance
Comparação com o índice Ibovespa

BBOV11

Banco do Brasil 0,18% a.a. 6,94% -1,17%

IBOB11

BTG Pactual 0,03% a.a. 7,52% -0,59%

XBOV11

Caixa Econômica 0,50% a.a. 6,12% -1,99%

BOVB11

Bradesco Asset 0,20% a.a. 8,16%

+0,05%

BOVX11 XP Asset 0,15% a.a. 8,33%

+0,22%

BOVS11 Banco Safra 0,25% a.a. 8,15%

+0,04%

BOVV11 Itaú Asset 0,10% a.a. 8,56%

+0,45%

BOVA11 BlackRock 0,10% a.a. 8,27%

+0,16%

Período: 01 de janeiro de 2022 a 21 de setembro de 2022

 

O índice S&P 500

 

Criado nos anos 1920, o Standard and Poor ‘s 500 é um dos principais índices de ações do mercado financeiro dos Estados Unidos.

Este índice reúne as 500 maiores empresas listadas nas duas maiores bolsas de valores do país: a NYSE (New York Stock Exchange) e a Nasdaq (ações de tecnologia).

Dentre os critérios de seleção para que uma empresa faça parte do índice, estão:

  1. Estar presente nos Estados Unidos;
  2. Possuir valor de mercado com cifras superiores a 8,2 bilhões de dólares;
  3. Permitir, ao menos, que 50% das ações fiquem disponíveis para o público;
  4. Cada ação precisa valer, no mínimo, 1 dólar;
  5. Exigência de que, no mínimo, 50% dos bens fixos da empresa estejam nos EUA;
  6. Exigência de que, no mínimo, 50% da receita da empresa seja gerada nos Estados Unidos;
  7. A soma dos resultados dos últimos 4 trimestres deve ser positiva, assim como os resultados do último trimestre.

Algumas das empresas que compõem o S&P 500 são: Apple, Tesla, Microsoft, Google, Johnson & Johnson, Visa, Amazon, Nike entre outras.

 

O índice Dow Jones

 

O índice Dow Jones é um dos mais antigos do mundo. 

Desde sua criação, em 1896, especialistas do jornal The Wall Street Journal são os responsáveis por selecionar as companhias que vão compor o índice.

Dentre os critérios de seleção, estão a exigência de a empresa ser uma Blue Chip (alto valor de mercado).

Diferentemente do S&P 500, o Dow Jones conta apenas com 30 empresas em sua carteira teórica.

Historicamente, as empresas que fazem parte deste índice estão relacionadas a atividades básicas, como utilidade pública (saneamento básico e eletricidade), bens industriais, entre outros. No entanto, podem entrar outras empresas em sua carteira teórica.

 

O índice Nasdaq Composite

 

O índice Nasdaq foi criado em 1971, e engloba, principalmente, ações relacionadas à atividade de tecnologia.

Empresas que fazem parte tanto do S&P 500 como do Dow Jones podem fazer parte da Nasdaq.

 

 

Fonte

 

Comissão de Valores Mobiliários – CVM

 

414 Visualizações
0Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *