Search
A hora do dinheiro logo

Sumário

Tamanho da fonte-+=
Tamanho da fonte-+=

O que são Planos de Previdência Privada?

Sumário

3 min para ler
Tamanho da fonte-+=
Getting your Trinity Audio player ready...
Dreamstime - M Business Images

Resumo – Qual a diferença entre a previdência pública e a privada? Quais as vantagens de se ter uma previdência complementar?

 

Não seremos jovens para sempre

 

É comum considerar a aposentadoria como algo distante, algo que levará anos, até décadas, para se concretizar. Contudo, em algum momento, esse período chega, e quem não se preveniu pode enfrentar desafios financeiros consideráveis.

A boa notícia é que evitar essa situação não é tão complicado, especialmente com a presença dos planos de previdência privada. Esses planos têm a função específica de servir como uma renda adicional à previdência pública. 

Diante das incertezas sobre a saúde financeira do sistema oficial de previdência pública, o INSS, que há anos pairam no Brasil, essa indústria vem crescendo.

Atualmente, diversas instituições financeiras, como corretoras de valores e bancos, oferecem opções variadas adaptadas aos diferentes perfis de investidores.

Se você deseja garantir a estabilidade financeira na velhice e precisa compreender melhor o funcionamento dos planos de previdência, aproveite a leitura!

 

O que são Planos de Previdência?

 

Os fundos de previdência assemelham-se aos fundos de investimento convencionais, com uma distinção crucial: sua finalidade é ser um veículo para que os investidores acumulem recursos para a aposentadoria.

Para compreender melhor o funcionamento dessas carteiras, é necessário fazer uma distinção importante entre fundos de previdência e planos de previdência.

Os planos são os produtos que os investidores adquirem efetivamente, correspondendo a uma espécie de “pacote” para a aposentadoria. As instituições financeiras gerenciam os valores e os prazos, permitindo que, no futuro, o investidor receba uma renda específica.

Os fundos de previdência são os veículos de investimento em si. Assim, um investidor que contrata um plano terá seus recursos aplicados em um fundo de previdência. O gestor da carteira decide quais ativos comprar e vender (e quando). Os resultados dessas operações geram ganhos ou perdas para o investidor, como em um fundo de investimentos comum.

O período em que o investidor está acumulando recursos no fundo de previdência é chamado de “acumulação“, seguido pelo período de “usufruto“, quando o dinheiro será recebido na forma de um benefício e poderá ser finalmente utilizado.

Acompanhe nosso canal no youtube

Planos abertos

 

Existem dois tipos de planos de previdência, e a distinção está relacionada a quem pode ou não participar deles. 

Os planos abertos são vendidos por instituições financeiras e podem ser adquiridos por qualquer pessoa. 

A previdência aberta precisa seguir as regras estabelecidas pela Susep (Superintendência de Seguros Privados), órgão do Ministério da Fazenda responsável pela fiscalização do segmento.

 

Planos fechados

 

Os planos fechados, também conhecidos como fundos de pensão, são criados por empresas ou outras entidades exclusivamente para atender a seus funcionários ou associados. 

A fiscalização desses planos é realizada pela Previc (Superintendência Nacional de Previdência Complementar), também vinculada ao Ministério da Fazenda.

 

De quanto você precisa para se aposentar com tranquilidade? Veja mais aqui

 

Principais vantagens da previdência privada

 

A previdência privada é uma opção de investimento que oferece diversas vantagens e benefícios para quem deseja garantir uma aposentadoria tranquila. Entre as principais vantagens estão:

    • Planejamento Financeiro: A previdência privada permite um planejamento financeiro a longo prazo, ajudando a construir uma reserva para a aposentadoria.
    • Flexibilidade: É possível escolher entre diferentes planos e perfis de investimento, de acordo com o seu nível de tolerância a risco e objetivos específicos.
    • Benefícios Fiscais: Os investimentos em previdência privada podem gerar benefícios fiscais, como a dedução do Imposto de Renda (PGBL) ou a isenção de imposto sobre os rendimentos (VGBL).
    • Proteção Familiar: Em caso de falecimento do titular, a previdência privada oferece a opção de os beneficiários receberem os valores acumulados sem inventário, isto é, sem tramitação na justiça. Esta é uma estratégia de sucessão patrimonial.

Pode ser importante consultar um profissional financeiro para tomar a decisão mais adequada ao seu perfil.

No próximo texto, veja as principais diferenças entre os planos de previdência PGBL e VGBL.

 

Fontes

 

Por João Victorino

João Victorino é administrador de empresas e especialista em finanças pessoais. Formado em Administração de Empresas e com MBA pela FIA - USP. Executivo em empresas multinacionais nas áreas de desenvolvimento de negócios, marketing e estratégia. Possui ampla experiência no empreendedorismo e hoje divide esses aprendizados. Para isso, o especialista criou e lidera o canal A hora do dinheiro , com conteúdo gratuito e uma linguagem simples, objetiva e inclusiva.

Você também pode se interessar:

227 Visualizações
0Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *