Search
A hora do dinheiro logo

Sumário

Tamanho da fonte-+=
Tamanho da fonte-+=

O desafio da maternidade no mundo corporativo

Sumário

3 min para ler
Tamanho da fonte-+=
Getting your Trinity Audio player ready...
Dreamstime - Yuri Arcurs

Resumo – Veja o desafio que mães empreendedoras enfrentam no dia a dia de seus trabalhos, onde gestão do tempo e resiliência são elementos essenciais.

 

No segundo domingo de maio, celebra-se o Dia das Mães.

No Brasil, a comemoração surgiu a partir de um decreto emitido pelo presidente Getúlio Vargas em 1932, que determinava o segundo domingo de maio como a data oficial.

A partir disso, este se tornou um dos períodos mais importantes para o comércio de maneira geral, e para mães e filhos, em específico.

 

Setor varejista aquecido

 

Dados da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) apontam que o Dia das Mães de 2024 deve ser novamente muito positivo para o varejo, conseguindo até mesmo superar os valores que foram atingidos em 2023.

As estimativas indicam que o volume de vendas será 3,5% maior que no ano passado e poderá alcançar um valor total de R$ 13,2 bilhões.

O Dia das Mães movimenta bastante a economia do país, sendo a data mais relevante do primeiro semestre do ano para o comércio, ficando atrás apenas do Natal.

Isso acontece porque a maioria das pessoas considera a figura da mãe como ‘sagrada’, utilizando a data em específico para poderem prestar homenagens e demonstrar afeto, muitas vezes fazendo isso por meio de presentes.

 

O comércio “se aproveita” do dia das mães

 

O comércio ‘se aproveita’ (no bom sentido) desse sentimento de carinho.

É claro que as mães merecem ser lembradas sempre, mas o Dia das Mães funciona como o momento ideal para que as pessoas façam isso. Desta forma, o varejo vê a oportunidade de aumentar as vendas.

É comum que as lojas façam campanhas de marketing e promoções especiais, com descontos atrativos para incentivar a compra de presentes.

Nessa época, o varejo tem como objetivo vender bem e em grande quantidade, além de sempre tentar fidelizar os clientes, com a expectativa de que voltem a comprar nas lojas em outras datas comemorativas do ano.

 

Cuidados necessários

 

Porém, é preciso tomar muito cuidado para não se empolgar demais com as compras e acabar gastando mais do que se pode.

Não vale a pena se endividar desta forma. Muitas vezes, vemos produtos com preços excelentes e acabamos comprando por impulso. No entanto, é fundamental ter cautela para não extrapolar o orçamento, que deve ser estipulado com antecedência.

Caso contrário, você sentirá as consequências nas suas finanças pessoais pelos próximos meses e pode acabar se atrapalhando com as contas que precisa arcar.

Acompanhe nosso canal no youtube

Mães empreendedoras

 

Além do controle financeiro para não entrar em dívidas, outro tema importante é o que diz respeito às mães empreendedoras, que estão cada vez mais presentes e influentes na economia brasileira (conforme apontado pelo GEM 2020).

Por exemplo, 46% dos empreendimentos iniciais no país são criados por mulheres, dos quais 52% são comandados por mães. Isso deixa claro que muitas dessas mulheres não apenas impulsionam a economia, mas também desempenham papéis vitais para a sociedade como mães de futuros cidadãos.

No entanto, administrar um negócio e conseguir cuidar dos filhos simultaneamente é um verdadeiro malabarismo, exigindo habilidades de gestão do tempo e resiliência.

Existem milhares de desafios a serem enfrentados, como conciliar horários de trabalho com as demandas familiares e lidar com a pressão de serem bem-sucedidas tanto no ambiente profissional quanto no pessoal.

 

O que precisa melhorar

 

Nesse sentido, uma necessidade urgente é a aplicação efetiva dos direitos contidos nas leis que buscam protegê-las, o que inclui criar ambientes de trabalho onde são reconhecidas as suas responsabilidades familiares.

Assim, empresas que adotam políticas de horários de trabalho remotos ou flexíveis, demonstram um compromisso real com o bem-estar das mães trabalhadoras e empreendedoras. 

Isso não apenas promove um clima organizacional mais saudável, mas também contribui para a retenção de talentos e o aumento da produtividade.

Reconhecer e valorizar as habilidades e contribuições das mães empreendedoras é fundamental para uma sociedade e uma economia mais justa e inclusiva.

Por João Victorino

João Victorino é administrador de empresas e especialista em finanças pessoais. Formado em Administração de Empresas e com MBA pela FIA - USP. Executivo em empresas multinacionais nas áreas de desenvolvimento de negócios, marketing e estratégia. Possui ampla experiência no empreendedorismo e hoje divide esses aprendizados. Para isso, o especialista criou e lidera o canal A hora do dinheiro , com conteúdo gratuito e uma linguagem simples, objetiva e inclusiva.

Você também pode se interessar:

12 Visualizações
0Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *