A hora do dinheiro logo

Sumário

Tamanho da fonte-+=
Tamanho da fonte-+=

Veja 5 dicas para fazer a sua declaração do Imposto de Renda

Sumário

3 min para ler
Tamanho da fonte-+=
Getting your Trinity Audio player ready...
Gerado por I.A. Open AI

Resumo – Veja 5 formas que aumentam as chances de você entregar sua declaração sem erros e dentro do prazo.

 

O mês de março costuma ser marcado pelo início do período de entregas de declaração do imposto de renda, que este ano vai de 15 de março até 31 de maio.

Dados da Agência Brasil apontam que a Receita Federal espera receber 43  milhões de declarações em 2024. No ano passado, foram mais de 41 milhões.

 

Quem precisa entregar a declaração?

 

O primeiro passo é checar se existe a necessidade de fazer a declaração, pois há situações em que as pessoas são isentas de entregar.

Nestes casos, é necessário que a população esteja atenta às novas regras, como por exemplo, do aumento do limite para rendimentos tributáveis, que subiu de R$ 28.559,70 para R$ 30.639,90, para que possam agir conforme o estabelecido.

Também são casos que passam a exigir a entrega da declaração:

    • O ganho de mais de R$ 200 mil de rendimentos isentos (isento não significa que não precise declarar);
    • Quem recebeu mais de R$ 153.199,50 em atividade rural;
    • Quem negociou ativos na bolsa de valores também deve fazer a declaração.
      • Há ainda outros casos especiais.

 

Não deixe para a última hora!

 

Além disso, é importante se atentar às datas. O período para entregar a declaração dura mais de dois meses, porém, muitas pessoas insistem em deixar o preenchimento para última hora, o que pode ser prejudicial e render multas.

Sem contar que estar entre os primeiros a declarar também pode ser bastante vantajoso, visto a possibilidade de receber eventual restituição mais rápido.

 

Veja também:

Prioridade na restituição de I.R. para PcD e portadores de doenças graves

Prioridade na restituição de I.R. para pessoas com 60 anos ou mais

 

Dicas para fazer a sua declaração sem estresse

 

Neste cenário, elenco 5 formas de se preparar para a declaração do IRPF:

 

1. Tenha um bom contador;

2. Guarde comprovantes em pastas;

3. Separe os documentos por mês;

4. Atualize-se em sites oficiais, como o da Receita Federal;

5. Veja se você tem direito a prioridade para receber a restituição (PcD e pessoas com mais de 60 anos).

Acompanhe nosso canal no youtube

Não confunda esses conceitos!

 

Além desses pontos, tenha cuidado para não confundir as datas.

O imposto de renda de 2024 diz respeito à vida financeira de 2023. Por essa razão, é necessário analisar os valores que foram recebidos durante no ano anterior, para que seja possível prestar contas perante a Receita Federal.

 

Veja também:

Diferença entre ano-calendário e ano-exercício

 

Novos limites de isenção

 

Outro lembrete importante é que o teto para rendimentos isentos e não tributáveis mudou.

Subiu de R$ 40 mil para R$ 200 mil. Ou seja, alguns ganhos não precisarão mais pagar imposto. Se você vendeu um imóvel e teve um ganho em 2023 de R$ 190 mil, não precisa pagar IR sobre esse valor.

E o total de posses (bens e direitos) que te obrigavam a declarar mudou de R$ 300 mil para R$ 800 mil.

Por João Victorino

João Victorino é administrador de empresas e especialista em finanças pessoais. Formado em Administração de Empresas e com MBA pela FIA - USP. Executivo em empresas multinacionais nas áreas de desenvolvimento de negócios, marketing e estratégia. Possui ampla experiência no empreendedorismo e hoje divide esses aprendizados. Para isso, o especialista criou e lidera o canal A hora do dinheiro , com conteúdo gratuito e uma linguagem simples, objetiva e inclusiva.

Você também pode se interessar:

47 Visualizações
0Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *