Search
A hora do dinheiro logo

Sumário

Tamanho da fonte-+=
Tamanho da fonte-+=

Buracos financeiros

Sumário

3 min para ler
Tamanho da fonte-+=
Getting your Trinity Audio player ready...
Gerado com IA - Bing

Resumo – Você está construindo o seu legado ou somente andando em círculos quando o assunto é a sua vida financeira?

 

Um senhor em Minas Gerais fez um buraco de 40 metros em sua casa, em busca de ouro, mas acabou caindo dentro desse buraco e morreu.

Essa é uma história triste, que aconteceu recentemente, e foi destaque na imprensa.

Destaque por conta do inusitado da situação da tragédia e das condições em que o acidente ocorreu.

 

Nem todos os sonhos se realizam

 

O senhor João Pimenta da Silva, de 71 anos, gastou todas as suas economias para comprar equipamentos, contratar pessoas e seguir em busca do seu objetivo.

Segundo os vizinhos, ele afirmava ter recebido uma mensagem de um anjo dizendo que existia ouro no fundo da sua casa, em Ipatinga – MG.

O amigo Antônio Wilson contou que a escavação começou há seis meses e que ele recebia R$ 250, por dia de serviço. Disse ainda que eles usaram máquinas e até oxigênio nos trabalhos.

Muita gente não tem noção, mas um buraco de 40 metros equivale à altura de um prédio de 13 andares. Você imagina o esforço que ele colocou nessa empreitada?

Relatos informam que ele vendeu casas que tinha de aluguel para colocar capital nessa aventura.

 

Você está cavando o seu buraco?

 

E aí, precisamos pensar quantas pessoas que você conhece que, metaforicamente ou não, construíram (ou estão construindo) seus buracos de 40 metros na vida.

Nas finanças, é muito comum ver pessoas que, quando ficam desempregadas, investem suas economias em empreendimentos que foram indicados por amigos ou recomendados por falsos Anjos.

Os números indicam que 50% dos novos negócios não conseguem ultrapassar a barreira dos 5 anos de vida. Naufragam como um barco sem rumo.

É inacreditável a quantidade de pessoas que tiram o pé da realidade e se jogam sem medo em direção a ambientes que não conhecem, tarefas que nunca fizeram e que não sabem como funcionam, que acabam quebrando a cara, ou pior, caindo num buraco.

Acompanhe nosso canal no youtube

O sucesso é para quem tem sorte?

 

Muitas ocasiões, a sorte, o acaso (como prefiro) beneficia alguém que você conhece: a pessoa ganha uma herança, um prêmio, ou mesmo um negócio que ela instalou em um lugar acaba se beneficiando de um aumento do fluxo de pessoas de maneira inesperada, por exemplo, e tem sucesso.

Porém, aqui vai um aviso muito importante:

      • Não conte com isso!
      • Não espere que isso vai acontecer com você!

Para termos sucesso na busca de qualquer objetivo, precisamos de muita coisa para dar certo. A principal delas na minha opinião é o conhecimento.

Conhecimento prático é um deles. Já vi inúmeros marceneiros que aprenderam com seus pais, tios ou chefes o ofício. Aprenderam trabalhando e se transformaram em ótimos profissionais, muito bem remunerados. Fruto da sua experiência.

Ou aquelas pessoas que, através do conhecimento formal, conseguiram atingir excelentes resultados, começaram estudando, fazendo cursos, experimentando aos poucos.

 

Veja também:

Onde até os sortudos se dão mal

 

Para não dar um passo maior que as próprias pernas…

 

Não se afaste da realidade na sua vida financeira e nos outros aspectos da sua vida. 

Sabemos que a rotina é difícil, sabemos que o dia a dia é desafiador, mas ouvir vozes que vêm de outros lugares, que você nunca viu, te dizendo para ir na direção A ou B não vai ser o melhor caminho.

Essas vozes, muitas vezes, são de pessoas que têm interesse que você vá para esses caminhos errados porque elas vão se beneficiar disso

Sempre tem alguém se beneficiando de quem quer fazer algo que não tem conhecimento, para vender algo para explorar, para se aproveitar, etc.

Faça o simples! Mantenha sua atenção nos assuntos que você entende. 

E se você quiser entrar num Campo Novo, num campo que você não conhece, estude muito, dedique-se, fale com pessoas que são especialistas no assunto e comece bem devagarzinho para não quebrar a cara.

 

Fontes

 

Correio Braziliense

G1

Valore Econômico

Por João Victorino

João Victorino é administrador de empresas e especialista em finanças pessoais. Formado em Administração de Empresas e com MBA pela FIA - USP. Executivo em empresas multinacionais nas áreas de desenvolvimento de negócios, marketing e estratégia. Possui ampla experiência no empreendedorismo e hoje divide esses aprendizados. Para isso, o especialista criou e lidera o canal A hora do dinheiro , com conteúdo gratuito e uma linguagem simples, objetiva e inclusiva.

Você também pode se interessar:

241 Visualizações
0Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *