A hora do dinheiro logo

Sumário

Tamanho da fonte-+=
Tamanho da fonte-+=

7 ensinamentos do livro “Pai rico, pai pobre”

Sumário

5 min para ler
Tamanho da fonte-+=
Getting your Trinity Audio player ready...
Dreamstime - Ifeelstock

Resumo – Veja os 7 principais ensinamentos do livro “Pai rico, Pai pobre”, de Robert Kiyosaki e como aplicá-los em sua vida financeira.

 

“Pai Rico, Pai Pobre” é um campeão de vendas do autor Robert Kiyosaki que revolucionou a maneira como as pessoas encaram as finanças pessoais. 

Publicado pela primeira vez em 1997, o livro oferece uma abordagem provocadora sobre dinheiro e investimentos, contrastando as visões financeiras de dois personagens fictícios, o “Pai Rico” e o “Pai Pobre”.

Neste artigo, vamos explorar os principais ensinamentos deste livro inspirador, fornecendo insights valiosos que podem transformar a maneira como encaramos o dinheiro e os investimentos.

 

O fio condutor da obra

 

O livro “Pai Rico, Pai Pobre” relata a história de Robert Kiyosaki e de seu amigo Mike, descrevendo suas experiências e aprendizados financeiros ao longo do tempo. Durante o percurso, Robert recebe conselhos financeiros de seu pai, conhecido como pai pobre, e do pai de Mike, chamado pai rico.

Embora ambos se destaquem pela inteligência e alcancem sucesso em suas respectivas carreiras, suas abordagens em relação ao dinheiro são notavelmente diferentes. Enquanto o pai pobre, enfrentando constantes desafios financeiros, mantém um foco na escassez, o pai rico acredita na utilidade do dinheiro e defende a importância de aprender a administrá-lo eficientemente para alcançar o sucesso.

Para ilustrar essa diferença de visões de mundo entre as figuras paternas, o pai rico acredita que a falta de dinheiro é a raiz de todos os males, enquanto o pai pobre argumenta exatamente o oposto, afirmando que amar o dinheiro é a raiz de todos os males.

 

Veja também: 

Não somos escravos do dinheiro

Não acreditamos nessa conversa de “mentalidade rica” e “mentalidade pobre” – e a ciência está do nosso lado

Cuidado com o que você pensa

O pai rico destaca consistentemente a relevância da persistência e do planejamento na busca pelos objetivos de vida. Diante dessas orientações tão contrastantes, Robert enfrenta a decisão de qual conselho seguir e opta por adotar as ideias do pai rico.

Consequentemente, ele absorve valiosas lições sobre o gerenciamento financeiro pessoal, aprendendo como aplicar esses princípios para obter sucesso tanto nos negócios quanto na vida pessoal como um todo. 

O livro demonstra a importância de escolher sabiamente os conselheiros financeiros e destaca a influência significativa que as perspectivas sobre dinheiro podem ter em nossas vidas.

Acompanhe nosso canal no youtube

Revelando os Principais Ensinamentos

 

Vamos agora mergulhar nos principais ensinamentos transmitidos por Robert Kiyosaki em “Pai Rico, Pai Pobre”. Estes conceitos fundamentais abrangem desde a importância do aspecto psicológico na vida financeira das pessoas até estratégias práticas para alcançar a independência financeira. 

Ao compreender e aplicar esses princípios, os leitores podem começar a traçar um caminho mais sólido em direção a uma vida financeira mais próspera e consciente.

 

1. Não Faça Parte da “Corrida de Ratos”

 

Robert Kiyosaki adverte contra a mentalidade convencional de entrar na “corrida de ratos” – um ciclo em que as pessoas trabalham arduamente para ganhar dinheiro, apenas para gastá-lo em despesas cotidianas e dívidas. (Se você se encontra nessa situação, conheça nossas “trilhas para a liberdade financeira”)

Ele destaca a importância de escapar desse ciclo, buscando maneiras de gerar renda passiva e construir ativos que possam sustentar financeiramente a vida, proporcionando liberdade e autonomia.

 

2. Estude Continuamente

 

O autor enfatiza a necessidade de uma educação financeira contínua. Kiyosaki argumenta que a aprendizagem constante sobre investimentos, finanças e estratégias de negócios é crucial para o sucesso financeiro. 

Ele incentiva os leitores a buscarem conhecimento por meio de livros, cursos, mentorias e experiências práticas, permitindo que tomem decisões financeiras informadas e estratégicas.

 

3. Comece o Mais Cedo Possível Sua Jornada

 

Kiyosaki destaca a importância de começar a jornada rumo à independência financeira o mais cedo possível. Ele argumenta que a vantagem do tempo é fundamental para construir riqueza. 

Ao iniciar cedo, as pessoas têm mais tempo para investir, assumir riscos calculados e colher os benefícios dos juros compostos, proporcionando uma base sólida para o futuro.

 

4. Saiba a Diferença Entre Ativos e Passivos

 

Um conceito central no livro é a distinção entre ativos e passivos. Ativos são investimentos que geram renda, como propriedades e negócios próprios, enquanto passivos são despesas que retiram dinheiro, como contas mensais e empréstimos. 

Kiyosaki incentiva a construção de um portfólio de ativos, aumentando assim a capacidade de gerar renda e criar independência financeira.

 

5. Enfrente a Preguiça 

 

A preguiça não é apenas associada àqueles que não gostam de trabalhar. Muitos profissionais que se encontram constantemente ocupados, muitas vezes utilizando a desculpa do excesso de tarefas, estão, na realidade, evitando algo mais profundo, como a perspectiva de enfrentar algo novo ou um desafio. 

Essa atitude também pode ser caracterizada como preguiça. Podemos combater essa forma de inércia, cultivando uma ambição interna, positiva, que nos incentive a abandonar expressões como “Isso está fora do meu alcance” e nos motive a indagar “Quais são as ações necessárias para adquirir isso?”

 

6. Deixe o Dinheiro Trabalhar Para Você

 

O autor argumenta que a chave para a riqueza está em fazer o dinheiro trabalhar para você. Isso envolve investir de maneira estratégica em ativos que geram renda passiva, como ações, imóveis ou empreendimentos. 

Ao invés de depender apenas do trabalho árduo, Kiyosaki destaca a importância de cultivar outras fontes de renda que continuem a crescer mesmo quando você não está ativamente envolvido.

 

7. Não Tenha Medo de Investir:

 

Kiyosaki encoraja os leitores a superarem o medo de investir e a assumirem riscos calculados. Ele argumenta que o medo muitas vezes impede as pessoas de alcançar seu potencial financeiro. 

Ao educar-se, realizar pesquisas e buscar orientação, é possível tomar decisões de investimento mais bem informadas e construir um caminho sólido para a independência financeira.

 

Conclusão

 

“Pai Rico, Pai Pobre” oferece uma perspectiva valiosa sobre finanças pessoais, desafiando conceitos até então convencionais e incentivando uma abordagem mais proativa em relação ao dinheiro. 

Ao adotar os ensinamentos do “Pai Rico”, os leitores podem começar a trilhar um caminho mais seguro rumo à independência financeira.

 

Fonte

 

Kiyosaki, R. T. (1997). “Pai Rico, Pai Pobre”. Campus Editora.

Por João Victorino

João Victorino é administrador de empresas e especialista em finanças pessoais. Formado em Administração de Empresas e com MBA pela FIA - USP. Executivo em empresas multinacionais nas áreas de desenvolvimento de negócios, marketing e estratégia. Possui ampla experiência no empreendedorismo e hoje divide esses aprendizados. Para isso, o especialista criou e lidera o canal A hora do dinheiro , com conteúdo gratuito e uma linguagem simples, objetiva e inclusiva.

Você também pode se interessar:

316 Visualizações
0Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *